Igreja Missionária Unida - Ipiranga
Igreja Missionária Unida - Ipiranga

Nossa Missão


Estudo Para Reunião Em Celula

02/03/2010| Texto Chave: MT. 15: 29-31


TEMA:- NOSSA MISSÃO


 INTRODUÇÃO:- Vimos através deste texto JESUS cumprindo com sua “missão” aqui na terra.  Vejamos através de parábola o cumprimento de missões.

 

O fósforo e a vela

 

Certo dia o fósforo disse para a vela:

 

- Minha missão é te acender.

 

- Ah, não, disse a vela. Tu não vês que se me acendes meus dias estarão contados. Não faz uma maldade dessa não.

 

- Então queres permanecer toda a tua vida assim dura,  fria, sem nunca ter brilhado, perguntou o fósforo.

 

- Mas ter que me queimar. Isso dói. Consome as minhas forças, murmurou a vela.

 

- Tens toda razão, respondeu o fósforo, esse é precisamente o mistério de tua vida. Tu e eu fomos feitos para ser luz. O que eu, como fósforo, posso fazer é muito pouco. Mas se passo a minha chama para ti, cumprirei com o sentido de minha vida. Eu fui feito justamente para isso: para começar o fogo. Tu és vela. Tua missão é brilhar. Toda tua dor, tua energia se transformará em luz e calor.

 

Ouvindo isso a vela olhou para o fósforo que já se estava apagando e disse:

 

- Por favor, acende-me.

 

Será que temos nos disposto para cumprimos com nossa Missão?

 

Precisamos saber qual é a nossa missão.

 

VEJAMOS:-

 

1.    JESUS AQUI NA TERRA

 

Quando Jesus estava na terra usou o Seu corpo físico para realizar sua obra, cumprir Sua missão. Sua voz emitida pela laringe, para ensinar. Suas mãos para tocar. Seus pés, para deslocar-se por este mundo, no qual andou fazendo o bem, libertando os cativos do maligno e anunciando o Reino de Deus. Porém JESUS ascendeu aos céus e constituiu cristãos como seu corpo, do qual Ele é a cabeça.

 

2.    JESUS CONTINUA HOJE SUA OBRA AQUI SUA OBRA NA TERRA

 

Nós, que constituímos o Seu corpo, precisamos submeter-nos como instrumentos à Sua vontade e, sob as ordens da cabeça, realizar neste mundo o que Ele quer fazer. Quando Jesus quer amparar um aflito, usa nossos braços para abraçar. Quando quer socorrer um faminto, usa as nossas mãos para alimentá-lo. Quando quer anunciar as boas noticias referentes ao Reino de Deus, usa a nossa voz para proclamar.

 

CONCLUSÃO:- O resultado da nossa atuação como membros do corpo de Cristo aqui nesta terra deve ser o mesmo causado no povo que viu os milagres de JESUS: o nome de Deus ser glorificado.  Esta, e somente esta, deve ser a nossa motivação. TODA GLÓRIA É DELE.



< voltar